Indústria Cosmética

O que é greenwashing, quais suas consequências e como evitá-lo?

Atualmente, a preocupação com a sustentabilidade ecológica está presente em todos os aspectos da sociedade contemporânea, sobretudo no âmbito político e econômico.

Escrito por Talk Science

16 MAR 2021 - 13H00

artigo-o-que-e-greenwashing-quais-suas-consequencias-e-como-evita-lo-1110x508

Atualmente, a preocupação com a sustentabilidade ecológica está presente em todos os aspectos da sociedade contemporânea, sobretudo no âmbito político e econômico. Com o aumento das mudanças climáticas e o surgimento de diversos problemas ambientais, a população busca maneiras de colaborar com a solução de tais adversidades.

Nesse cenário, o marketing verde se fortalece cada vez mais, como uma forma de agradar e atrair os consumidores ecologicamente conscientes. Contudo, muitas vezes, as publicidades podem ser fraudulentas. É aí que entra o greenwashing.

O termo trata-se de uma estratégia de promover discursos, anúncios, ações, propagandas e campanhas publicitárias sobre ter hábitos ecologicamente corretos e sustentáveis. Mas, que, em muitos casos, não é colocado em prática.

Por isso, em outras palavras, pode-se dizer que o greenwashing é como uma propaganda enganosa. Afinal, ele passa uma imagem que não é a realidade.

Quer saber o que é greenwashinge quais as suas consequências? Acompanhe nosso artigo e fique por dentro das principais informações a respeito da prática. Boa leitura!

O que é o greenwashing?

Muito utilizado atualmente pelas empresas, o termo greenwashing, em inglês, significa lavagem verde, que indica uma falsa aparência de sustentabilidade, sem necessariamente adotá-la na prática.

De modo geral, o termo se refere a uma divulgação de informações equivocadas em defesa do meio ambiente realizada por organizações. Porém, na realidade, essas empresas não praticam ações que contribuem com a minimização dos impactos ambientais, induzindo, assim, o consumidor ao erro.

Cada vez mais os consumidores se conscientizam e preocupam com as práticas agressivas à natureza e isso, consequentemente, reflete diretamente nas suas escolhas de compra. Desse modo, as empresas utilizam o marketing para fazer com que eles acreditem que ao comprar um produto estarão contribuindo para a sustentabilidade.

Quais são os pontos que caracterizam a prática?

As organizações passaram a utilizar essa comunicação com apelo ecológico em seus rótulos e peças publicitárias com o intuito de conquistar o mercado consumidor e de garantir maior expressividade na economia.

Para isso, alguns aspectos utilizados pelas empresas se tornam característicos do greenwashing, tais como:

• usar informações falsas que sugerem a prática de ações sustentáveis;
• ocultar características prejudiciais de seus produtos e/ou serviços;
• apresentar indicações de quantidades que não são verídicas;
• utilizar dados errados, ambíguos, contrários e que não têm referência ou prova de sua autenticidade;
• usar selos ou certificados ambientais sem comprovação;
• empregar expressões vagas e indefinidas sem fornecer detalhes ou explicações de procedimentos ambientalmente concretos referentes ao produto.

Quais são as suas principais consequências?

Como dito anteriormente, o que acontece é que, nem sempre, aqueles que divulgam informações em defesa do ambiente colaboram com a redução ou a solução dos problemas ambientais. Muitas vezes, as práticas não são adotadas e acabam, na verdade, gerando impactos negativos ao meio ambiente.

Nesse caso, a propaganda age de forma a camuflar ações danosas ao clima, à natureza e ao bem-estar social. Logo, a utilização do marketing verde apenas de fachada pode trazer consequências a todos os envolvidos.

Para os consumidores, manifesta-se a sensação de insegurança e de desconfiança. Pois, embora exista a vontade de privilegiar organizações verdadeiramente preocupadas com o meio ambiente, a pessoa perde a capacidade de diferenciá-las daquelas que realizam o greenwashing.

Já para as empresas, o risco está na mentira da informação, visto que a propaganda enganosa é considerada crime. Em termos de mercado, perder a confiança dos seus clientes é uma das piores coisas que pode acontecer para uma marca.

Como identificar o greenwashing?

Muitos consumidores acabam se sentindo confusos quando são expostos a propagandas de produtos verdes. Afinal, pode ser difícil separar aqueles que realmente incorporam a expressão “ambiental” em sua produção, comercialização e descarte, daqueles que só usam o termo como um recurso de marketing.

Nesse caso, como saber identificar o greenwashing? Um dos métodos utilizados para auxiliar os consumidores na identificação e na escolha de produtos verdes é ficar atento ao desenvolvimento de selos e certificações que atestam, de acordo com normas reconhecidas pelo mercado, a “qualidade ambiental” dos produtos.

O ideal, portanto, é exigir das empresas as cerificações ambientais que comprovam o empenho para preservar os recursos naturais. Os certificados incluem o selo de orgânicos para alimentos, bem como o conjunto da ISO 14000.

Se não apresentar certificados, é possível identificar ações sustentáveis ao longo da cadeia de produção, que mostrem dados estatísticos e fontes confiáveis sobre as vantagens das práticas aplicadas.

É importante destacar que as denúncias de greenwashing podem aparecer de fontes diferentes, que incluem ambientalistas, consumidores, concorrentes e comunidade científica, e podem ser graves e prejudiciais à reputação de uma empresa.

Como evitar essa prática?

Agora que você já conhece o que é o greenwashing e quais as suas consequências, é importante saber como evitá-lo na sua organização. Afinal, com atitudes simples, você pode se prevenir contra essas estratégias.

Primeiramente, questione se a sua publicidade está apresentando uma solução pontual para determinada questão ambiental, a exemplo de um produto cosmético que se diz natural, “ecológico” e preocupado com a preservação do meio ambiente, porém é fabricado em uma embalagem plástica comum. Quando falamos em qualidade de vida e preservação ambiental, não se esqueça de que um processo depende do outro, tudo está integrado.

Verifique, também, se a empresa oferece algum meio de comunicação para avaliar as evidências do marketing verde. Caso não apresente, esse é um ponto essencial para perceber o greenwashing.

Esteja atento às frases vagas, linguagens confusas e sem explicações, como: ecologicamente correto, amigo do planeta, cuidando do ambiente, responsabilidade socioambiental, entre outras, porque elas não necessariamente dizem algo consistente.

Além disso, tenha cuidado com imagens sugestivas, reinvindicações irrelevantes, declarações que se auto-intitulam melhores que as outras, ausência de dados comprovatórios, entre outras situações.

Outro aspecto relevante é a questão da gestão de resíduos, já que pode contribuir para evitar o greenwashing. De certa forma, a gestão, além de eliminar os impactos negativos que os resíduos causam, especialmente os relacionados à destinação final, favorece o desenvolvimento de processos ecologicamente eficientes. Visto que, por meio desse controle, serão adotadas práticas que ajudam a preservação ambiental.

Gostou do nosso conteúdo? Então, aproveite a visita no blog para assinar a nossa newsletter, assim você fica por dentro de todas as atualizações!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Talk Science, em Indústria Cosmética

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.