Indústria Cosmética

Silver beauty: quais são os desafios e as tendências do mercado de cosméticos?

Homens e mulheres estão vivendo mais, sendo que, em 2050, a população mundial com 60 anos ou mais será de 2 bilhões de pessoas segundo dados da Organização Pan-Americana de Saúde.

Escrito por Talk Science

06 ABR 2021 - 12H50 (Atualizada em 17 JUL 2021 - 14H43)

artigo-silver-beauty-quais-sao-os-desafios-e-as-tendencias-do-mercado-de-cosmeticos-1110x508

Homens e mulheres estão vivendo mais, sendo que, em 2050, a população mundial com 60 anos ou mais será de 2 bilhões de pessoas segundo dados da Organização Pan-Americana de Saúde. No Brasil não é diferente: em 2060, 25,5% da população do País terá mais de 65 anos de acordo com a projeção do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Está aí uma oportunidade para o setor de cosmético focar no chamado silver beauty ou beleza prateada.

O aumento da longevidade em uma era cercada de informação faz com que as pessoas queiram envelhecer saudáveis, priorizando o bem-estar, e aí vem um interesse por produtos cosméticos que valorizem essa maturidade.

Vamos discutir o assunto? Confira os principais desafios do mercado da beleza para esse público, como eles podem ser superados e as principais tendências para a área de cosméticos voltadas para a geração que já passou dos 60 anos!

O que é o conceito de silver beauty?

A ideia central é que as pessoas que já passaram dos 50, 55 ou 60 anos possam celebrar sua beleza, assumindo os fios grisalhos e brancos com confiança e autoestima elevada.

É importante entender que não se trata de um movimento de pessoas que, simplesmente, não focam no autocuidado, deixando de tingir os fios. Pelo contrário, há uma preocupação com o bem-estar, o que se volta para o cuidado da pele e cabelos, mas sem tentar se encaixar em um padrão da juventude.

O silver beauty está dentro da silver economy, definida pela Oxford Economics e Technopolis Group como o montante referente às atividades econômicas que atendem ao público que já passou dos 50 anos, inclusive relacionadas a produtos cosméticos.

Quais os desafios do mercado de cosmético voltado para os mais maduros?

O primeiro desafio da indústria da beleza é não direcionar suas linhas de produtos apenas para a proposta do rejuvenescimento, como algo que deve ser alcançado por todas as pessoas. Ter rugas, linhas de expressão e cabelos grisalhos faz parte do envelhecimento, e não há mal nenhum em se orgulhar da idade.

Na verdade, o mercado precisa direcionar o olhar para as necessidades de cuidados que essa geração espera, como um xampu que hidrate os fios brancos, por exemplo, ou cremes faciais que nutram a pele para deixá-la saudável — e não com o rótulo de “mais jovem”.

A pesquisa Wellness & Beleza Prateada com os consumidores brasileiros acima de 60 anos apontou que 40% deles estão insatisfeitos com os produtos de beleza, moda e bem-estar. Segundo o levantamento, a beleza é importante para 83% dessas pessoas, sendo que 90% delas não se enxergam nas campanhas de mídia das grandes marcas de cosméticos.

Por conta disso, aos poucos, o silver beauty ganha força com a atitude de pessoas que mostram, especialmente nas redes sociais, sua beleza com os fios grisalhos, deixando claro que estão abolindo as tinturas e adotando novos hábitos de consumo para cuidar de seu bem-estar e autoestima.

Podemos dizer que é o empoderamento dos mais maduros, o que abre um grande espaço para que o setor de cosméticos desenvolva produtos para atender essa ideia. Dessa forma, as marcas que inovarem no mercado silver beauty certamente vão sair na frente. O relatório Mintel Cuidados com a Pele indicou que, entre as mulheres com mais de 55 anos, 74% utilizam cosméticos de cuidado do corpo como parte de sua rotina e 56% adotam um ritual de cuidados com o rosto.

Quais as tendências do setor para esse público?

Diante desse cenário, é possível listar tendências voltados para atender aos consumidores mais velhos e que adotam a postura de se preocuparem com sua saúde, beleza e bem-estar sem querer esconder a idade. Acompanhe a seguir.

Produtos pró-age

Ganham destaque os cosméticos pró-age em contraponto com os conhecidos antiaging. São linhas de produtos voltadas para a beleza da pele e cabelos, mas que não têm a proposta tão difundida nas últimas décadas de mascarar a passagem do tempo.

Assim, são cosméticos que têm como objetivo trazer proteção solar, hidratação e elasticidade para a pele, especialmente para compensar a perda de colágeno. A ideia é que o uso seja no ritual de beleza diário, de forma a garantir uma aparência natural saudável.

No caso dos fios brancos e grisalhos, a aposta deve ser em xampus, condicionadores e cremes que garantem força, brilho e maciez, de forma a dar vida para os fios que perderam coloração com o passar da idade.

Cosméticos com probióticos

Uma tendência forte são os produtos formulados para manter a saúde do microbioma da pele. Os cosméticos com probióticos são direcionados para quem sabe da importância de se cuidar, mas sem eliminar as bactérias boas da pele, que ajudam a reduzir os danos com poluentes, contribuem para uma boa cicatrização e estimulam o sistema imunológico da derme.

Marcas indie

As indie brands, que são empresas independentes e geridas pelos seus fundadores, trazem produtos inovadores e direcionados a públicos específicos. Dessa maneira, podem se destacar desenvolvendo cosméticos para a geração mais madura, com ingredientes veganos, orgânicos ou outras formulações naturais.

Essas marcas têm ainda o diferencial de estarem próximas de suas comunidades de consumidores, estando mais atentas às suas demandas, principalmente pelo contato nas redes sociais.

Tratamentos conectados e personalizados

Por fim, a indústria cosmética pode aproveitar as facilidades dos aplicativos para oferecer tratamentos e cuidados com a pele personalizados, por meio da coleta de dados de comportamento do público com mais de 50 anos, por exemplo.

Com o uso da Inteligência Artificial, empresas conseguem mirar o mercado de silver beauty, gerando recomendações mais específicas para seus clientes de modo a atender às suas necessidades na área de beleza e bem-estar.

Com o envelhecimento da população, é hora de a indústria de cosmético desenvolver produtos para as demandas desse público, com a proposta de respeitar a idade e a maturidade. Nesse sentido, ganham força cremes, xampus, máscaras e outros cosméticos voltados para o conceito de silver beauty.

Gostou de ficar por dentro das novidades do setor de cosméticos? Quer acompanhar outros conteúdos com a mesma temática? É só assinar nossa newsletter para não perder nenhum artigo! Let´s talk!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Talk Science, em Indústria Cosmética

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.