Indústria farmacêutica

Nutracêuticos: tudo que você precisa saber sobre este mercado

Escrito por Talk Science

17 FEV 2021 - 17H06 (Atualizada em 17 JUL 2021 - 17H27)

artigo-nutraceuticos-tudo-que-voce-precisa-saber-sobre-este-mercado-1110x508

O elevado índice de indivíduos que estão em estado de obesidade, hipertensão arterial sistêmica, diabetes tipo I e tipo II, além de, até mesmo, câncer desenvolvido pela alta ingestão de industrializados e conservantes. Todos esses são fatores que levaram as pessoas a buscarem, cada vez mais, uma melhor qualidade de vida, com práticas de atividades físicas constantes.

Ainda assim, uma rotina repleta de obrigações dificulta muito a aderência à uma dieta nutritiva e equilibrada. Desse modo, é imprescindível que cada um de nós entendamos sobre os nutracêuticos e como eles podem contribuir na busca por uma melhor qualidade de vida.

Ficou curioso sobre o assunto? Deseja saber tudo sobre nutracêuticos? Então, continue a leitura e confira!

O que são os nutracêuticos?

Podemos dizer de uma forma mais clara, que os nutracêuticos são produtos naturais formados por inúmeros componentes, em que cada ingrediente tem como objetivo proporcionar benefícios para a sua saúde. Os compostos bioativos presentes nos nutracêuticos são concentrados e produzidos na forma de cápsulas, comprimidos ou pós.

A sua produção varia muito já que é a indústria farmacêutica responsável pela sua confecção. A origem do termo é derivado da ideia de deixar que o alimento seja o seu verdadeiro fármaco. Ou seja, uma excelente nutrição é totalmente responsável pela sua qualidade de vida. Uma vez tomando as precauções, ingerindo os nutrientes necessários, o risco de desenvolver doenças é consideravelmente reduzido.

Logo, os nutracêuticos podem ser usados para objetivos específicos, como acelerar o metabolismo, principalmente nos casos de obesidade, ou, por fim, para servir de um complemento alimentar, quando o indivíduo não consegue consumir todos os nutrientes necessários somente por alimentos.

Quais são os benefícios ofertados pelos nutracêuticos?

O benefício primário e mais importante é o fato dos nutracêuticos potencializarem a alimentação de forma equilibrada e correta. Isso ocorre porque eles são compostos por vitaminas, proteínas, minerais e diversos outros nutrientes.

Diante disso, eles têm um diferencial se comparados aos alimentos funcionais, uma vez que os nutracêuticos contam com uma fórmula concentrada. Outro ponto relevante é que, pela sua composição, auxiliam no tratamento de algumas doenças e fortalecem o sistema imunológico, garantindo, assim, um maior bem-estar para as pessoas que usufruem.

Um órgão do nosso corpo que é extremamente beneficiado é a nossa pele, pois o Selênio, por exemplo, ameniza os danos causados pela alta exposição ao sol, principalmente devido aos raios ultravioletas. Além do mais, o Ômega 3 é excelente para estimular a produção de colágeno, um composto que, ao decorrer dos anos, vamos perdendo no nosso organismo.

Visando a explicitar de uma forma mais resumida e simples, citaremos abaixo mais alguns dos benefícios proporcionados pelos nutracêuticos:

• licopeno: composto presente em frutas, como a melancia, tomate e goiaba. Tem como função reduzir o risco de desenvolvermos doenças cardiovasculares, além de ajudar na prevenção do câncer;
• catequinas: composto presente em alguns tipos de chá, como o chá verde e o chá preto. Tem como finalidade agir como um antioxidante, como também reduzir a formação de ateromas (placas de gordura formadas nas paredes dos vasos sanguíneos);
• probióticos: composto muito importante para melhorar o funcionamento do intestino, reduzindo, consideravelmente, as chances de câncer de intestino. Esse excelente composto está presente nos leites fermentados e nos iogurtes;
• resveratrol: esse composto já pode ser encontrado, por exemplo, na casca da uva. Tem como função ajudar na inibição do desenvolvimento de células cancerígenas, coágulos e inflamações.

Portanto, diante do que foi explícito, notamos que os nutracêuticos são compostos ricos. Sabemos que mesmo que os industrializados e os conservantes estejam presentes na indústria brasileira, ter uma boa saúde é riqueza para o momento que vivemos.

Diante da revolução digital que intensificou a cultura de consumo dos fast foods, ingerir nutracêuticos é um bem valioso. São compostos que atuarão eficientemente no seu organismo.

Ainda que tenha crescido, consideravelmente, o consumo de alimentos não saudáveis no nosso meio, não podemos aderir ao que vai desencadear em problemas futuros. Por isso, é essencial consumir os nutracêuticos e praticar atividades físicas.

Onde encontramos os nutracêuticos?

Quem busca por uma melhor qualidade de vida, porém encontra inúmeros desafios para conseguir estabelecer uma alimentação balanceada, pode optar, sem medo, pelos nutracêuticos.

Como já foi dito anteriormente, sabemos que há inúmeras marcas e produtos no mercado, porém, fique bem atento: da mesma maneira que a decadência de nutrientes pode desencadear em doenças futuras, utilizar doses excessivas do medicamento também pode gerar malefícios ainda piores.

Dessa forma, é muito importante entender que o consumo desses produtos, assim como aderir a uma dieta balanceada, precisam ser prescritos por profissionais capacitados para essa área. A automedicação é uma das maiores causas de complicações na saúde.

Conforme a pesquisa da Associação Brasileira de Empresas de Produtos Nutricionais (ABENUTRI), em torno de 2,5 milhões de pessoas no Brasil usam suplementos alimentares e, desde o ano de 2010, esse fato tem aumentado as vendas, em crescimento anual próximo dos 23% no país.

De acordo com esses dados, vemos o quanto as pessoas têm buscado por uma qualidade de vida melhor.

Alimentos funcionais e nutracêuticos são considerados a mesma coisa?

Caso você seja uma pessoa habituada em pesquisar sobre os assuntos relacionados à nutrição e à saúde, certamente você estará se perguntando se os nutracêuticos não é apenas uma enganação e gastar dinheiro fora!

Porém, a resposta é totalmente contrária, uma vez que, pode até parecer que não, mas os alimentos funcionais são distintos aos nutracêuticos.

Conforme o Ministério da Saúde, os alimentos funcionais são alimentos que afetam ou melhoram a função corporal, além de possuir um valor nutricional normal. Os alimentos funcionais são completos e fornecem inúmeros benefícios para a saúde.

Já os nutracêuticos, por questão, detêm compostos isolados, ou seja, não são alimentos completos. Como já foi dito acima, eles têm ácidos graxos, como ômega 3, pigmentos e, até mesmo, enzimas.

Diante de tudo o que foi dito, notamos que os nutracêuticos são compostos confiáveis e de suma importância para o nosso sistema imunológico, reduzindo, consideravelmente, os riscos de desenvolvermos doenças. Vale muito a pena estudar sobre e entender que é essencial para o funcionamento adequado do nosso organismo, além de serem bem vendidos, impactando o mercado de forma positiva.

Ademais, os nutracêuticos são um tipo de inovação que pode mudar completamente o futuro da indústria farmacêutica. Os empreendedores da área se beneficiam muito, uma vez que é um ponto chave para impulsionar o crescimento do seu negócio.

Gostou do nosso post? Assine a nossa newsletter e receba os nossos artigos no seu e-mail! 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Talk Science, em Indústria farmacêutica

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.