artigo-consulta-de-produtos-anvisa-saiba-como-realizar-consulta-no-orgao-regulamentador
FCE Pharma

Consulta de produtos Anvisa

Saiba como realizar consulta no órgão regulamentador

Escrito por Talk Science

24 NOV 2021 - 16H37 (Atualizada em 24 NOV 2021 - 16H49)

Vinculado ao Ministério da Saúde, a Anvisa é uma agência que tem como uns dos seus principais objetivos fiscalizar a produção e consumo de produtos que, por sua vez, estão submetidos à vigilância sanitária, entre eles destacam-se: cosméticos, agrotóxicos e pílulas medicamentosas.

Somado a isso, além de fazer a consulta nesses produtos, a Anvisa também tem a missão de controlar o sistema sanitário de portos, fronteiras e aeroportos. Logo, é nítida a importância dessa repartição para a sociedade atual.

Está gostando do post? Então, prossiga a sua leitura e fique por dentro de mais novidades sobre o assunto!

O QUE É A ANVISA E QUANDO FOI CRIADA ?

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), foi criada em janeiro de 1999. Ela é considerada um órgão autônomo da administração pública da pessoa jurídica ligada ao Ministério da Saúde. Esse sistema regulamentador é de grande importância para o país, visto que, além de vistoriar os produtos que são fabricados aqui, ele também analisa todos os insumos importados que entram em nosso território com o intuito de zelar pela segurança de todos.

A Anvisa, juntamente com o Ministério da Agricultura e Pecuária, é responsável pelas normas e registros aplicados em aditivos químicos agrícolas (agrotóxicos) e ainda por alertar a população sobre os malefícios desses insumos para a saúde humana.

Dessa maneira, pensando em ajudar a população da maneira mais ilustrativa possível, esses órgãos juntos criaram um sistema que classifica os agrotóxicos de acordo com a sua toxicidade ao organismo:

a Classe I, da cor vermelha é extremamente tóxico;

a Classe II, da cor amarela, é altamente tóxico;

a Classe III, dar cor azul é medianamente tóxico;

a Classe IV, da cor verde, é pouco tóxico.

COMO CONSULTAR UM PRODUTO NA ANVISA?

Antes de verificar se o produto em questão é ou não regulamentado pela Anvisa, alguns fatores precisam ser avaliados, como o nome, o número de registro, nome do detentor do registro. Dessa maneira, seguindo esses passos você conseguirá fazer a consulta corretamente.

Nesse viés, por meio do bulário eletrônico (lista de análise e o parecer da avaliação dos medicamentos), o indivíduo conseguirá saber se o insumo em questão passou por alguma inspeção. Logo, as empresas que estiverem corretamente regulamentadas recebem um certificado de boas práticas e acabam recebendo maior credibilidade dos clientes.

Além disso, atualmente a Anvisa desenvolveu em seu site um recurso que oferece às pessoas uma maneira de consultar a situação de vários produtos, entre eles os mais requisitados são os comprimidos. Então, para realizar essa busca, basta acessar a internet e direcionar a sua pesquisa em um setor determinado, podendo ser na área alimentícia, de cosméticos ou saneamento.

QUAIS SÃO OS CRITÉRIOS PARA QUE UMA VACINA SEJA APROVADA PELA ANVISA?

É visível que com a pandemia do novo coronavírus o sistema de saúde público de vários hospitais, sejam eles públicos ou particulares espalhados pelo mundo, foram lotados. Centenas de pessoas vieram a óbito e a vacina era a última esperança que ainda animava o povo.

Em detrimento disso, vacinas foram criadas a fim de tentar imunizar os cidadãos e diminuir gradativamente o número de mortes. Nesse sentido, o órgão que regulamenta e autoriza a comercialização dessas vacinas no Brasil é a Anvisa, mas antes disso, a empresa responsável pela produção concede o registro do seu lote com todas as informações relevantes.

Após todas as pesquisas e estudos feitos para fabricar determinada vacina, antes de distribuí-la aos países, alguns testes precisam ser feitos e repetidos para garantir a sua qualidade e eficácia. Desse modo, depois de os profissionais da vigilância analisarem todas essas etapas, eles darão a resposta se as empresas poderão ou não fabricarem em massa esses imunizadores.

COMO FUNCIONA A INSPEÇÃO EM LABORATÓRIOS REALIZADOS PELA ANVISA?

Para qualquer laboratório funcionar em território brasileiro, ele precisa receber a autorização da Anvisa. Essa fiscalização é realizada por meio do SISLAB (Sistema Nacional de Laboratórios de Saúde Pública), que realiza vistorias frequentes nesses ambientes, analisando a sua estrutura, os equipamentos e as substâncias que são usadas. 

Então, por meio de um sistema integrado, os laboratórios são classificados de acordo com o serviço que oferecem, a sua localização e o seu grau de complexidade e eficiência. Assim, os profissionais que trabalham nesses setores são bem formados e qualificados para atuarem na fabricação de soros, vacinas e pílulas.

QUAL A IMPORTÂNCIA DA ANVISA PARA A SAÚDE DO BRASIL?

É fato que a saúde e o bem-estar de uma população devem ser um dos principais pilares de desenvolvimento de um país, por isso, tudo que envolve condições ligadas a esse ramo precisam ser bem avaliadas e estudadas, afinal, a vida de muitos indivíduos pode ser comprometida.

Nesse contexto, a Anvisa tem um papel de extrema relevância na geração de saúde, afinal, esse órgão fiscaliza todos os componentes existentes em determinados produtos, como substâncias tóxicas, metais pesados e doses adulteradas de alguns aditivos químicos. Logo, para que a população não esteja exposta a insumos que venham a danificar o seu organismo, a Anvisa registra e regulamenta todos eles.

QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS PRODUTOS REGULAMENTADOS PELA ANVISA?

É preciso pontuar que, no Brasil, o registro sanitário é obrigatório nas seguintes categorias: aqueles destinados a pessoas vulneráveis, incluindo crianças e idosos, produtos que sejam objetos de novas tecnologias, incluindo a água do mar e embalagens para a reciclagem. Além disso, uma classe importante que também passa pela fiscalização da Anvisa é daqueles insumos que contêm enzimas e probióticos.

Logo, em geral, os produtos que passam por essa inspeção se dividem em alimentos, cosméticos, medicamentos e hemoderivados, produtos para o setor da saúde, agrotóxicos e saneantes.

Portanto, é nítido que a consulta de produtos pela Anvisa faz toda a diferença na vida dos cidadãos, afinal, somente com o selo desse órgão saberemos se ele tem qualidade, eficácia e se é isento de corantes, metais pesados e aditivos químicos.

Por fim, é preciso que a população seja conscientizada a pesquisar e estudar a procedência dos insumos que é utilizada, visto que, eles só serão seguros se tiverem o selo da Anvisa. 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários e avaliações são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site.

0

Boleto

Reportar erro! Comunique-nos sobre qualquer erro de digitação, língua portuguesa, ou
de informação equivocada que você possa ter encontrado nesta página:

Por Talk Science, em FCE Pharma

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente.